top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião objetivo - A importância da Copa América

Amigo do esporte,


a Copa América está chegando ao seu final. Diferentemente da Eurocopa que também está terminando, não atraiu a atenção de ninguém. Poucos foram aqueles que acompanharam a competição no todo. Um jogo aqui, outro ali e chega. Futebol feio, amarrado, muitas faltas, cera, fingimento, chutões, falta de público, tudo de ruim. Mas o Brasil está invicto há vários jogos. Tudo bem! Está invicto. Mas jogou com quem? Com ninguém literalmente.

A chave do Brasil tinha Peru, Colômbia, Equador e Venezuela. Ou seja, quase ninguém. O único adversário que poderia oferecer alguma resistência era a Colômbia. Em outros tempos era a que tomaria a menor goleada. E a Colômbia complicou mesmo. 2x1 com gol no último ataque. Mas o empate com o Equador foi porque o Brasil já estava classificado. Ainda que não estivesse classificado, o empate aconteceria do mesmo jeito.

O futebol apresentado pelo Brasil é horrível. Vive em função da estrelinha maior, Neymar, que está mais preocupado em encher sua piscina de champanhe e compra iate de 18 milhões do que jogar futebol. Precisamos entender e aceitar que não ganhamos de ninguém.

Escrevo antes da semi-final contra o Peru. E mesmo que venha o título, o que vai acrescentar a nossa Seleção? Nada. Não fazemos nada mais do que a obrigação vencer esse torneio. A Argentina falida em todos os aspectos. No futebol, o último campeão é o modesto Colón. O Uruguai já não é mais o mesmo faz tempo. Jogadores envelhecidos e com uma dupla de ataque de respeito, porém é só.

Quanto ao restante, Paraguai é o de sempre. Endurece mas no fim entrega. Colômbia teve seu auge com Rincón, Valderrama, Asprilla e Higuita. E apesar de ter tido uma certa evolução, não é páreo. Chile mesmo com jogadores razoáveis treme quando joga contra nós. Peru, Equador, Venezuela e Bolívia entram para preencher o número de participantes. Então é nossa obrigação vencer essa Copinha.

Qualquer outro resultado será um fiasco. Aliás, estamos nos especializando em fiascos. Enfim, essa invencibilidade é "engana trouxa", é para os fanáticos que não enxergam um palmo adiante do nariz. Com esses jogadores, esse treinador e esses dirigentes não podemos almejar absolutamente nada. A Copinha é um consolo. Estamos invictos jogando contra ninguém. Imaginem quando nos defrontarmos com Inglaterra, Itália, França, Espanha. Alemanha, Dinamarca. Meu Deus! Não quero nem ver! Até mais!

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page