top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião objetiva - VARgabundo

Amigo do esporte,


já me posicionei aqui diversas vezes com relação a essa tecnologia, para mim, nefasta! A chegada cercada de grande expectativa gerou um clima de perfeição, como se nunca mais houvesse erros de interpretação das regras do futebol. Era só colocar um árbitro diante de uma câmera de vídeo numa sala com um ou dois ou mais auxiliares, e tudo estava resolvido. As injustiças do futebol seriam banidas, a história tomaria outro rumo. Isso em agosto de 2016.

Pois bem. Estamos no final de 2023 e as injustiças continuam como sempre. Os erros lamentáveis até cresceram. A tecnologia precária utilizada aliada a incompetência dos observadores fizeram do VAR um grande vilão. E não é só nesse aspecto. Essa tecnologia acabou com as discussões acaloradas nos bares, nas padarias, nos clubes, nas esquinas.

Foi pênalti ou não? Estava impedido ou não? Merecia ser expulso ou não? E por aí afora. Agora o que mais deturpou e destruiu foi a imagem do árbitro. Um perfeito palhaço dentro de campo. Apita uma coisa, o VAR chama e ele muda de ideia como mudamos de canal na televisão quando temos narrações horrendas de mulheres que gritam absurdamente ferindo nossos ouvidos. E aqui não se trata de machismo, de preconceito, de exclusão ou o que queiram. Temos comentaristas e repórteres de qualidade. Mas as narradoras são lamentáveis.

Voltando ao assunto maior, os árbitros não apitam mais. Até no gol, eles esperam a confirmação numa demonstração clara e evidente de que quem manda na arbitragem é o VAR. O torcedor as vezes tem que esperar minutos para comemorar o gol esperando o veredicto. Acabou a espontaneidade, a emoção. O futebol já está insuportavelmente chato. Depois do VAR ficou pior. Ou se aprimora a tecnologia, se coloca gente capaz no vídeo, se consulte o VAR somente em ocasiões em que haja necessidade e para que ele foi criado, ou então que se acabe com essa palhaçada e que o futebol volte as suas origens. Chega de transformar o árbitro em vagabundo, acomodado. O árbitro é pra apitar. Quanto a esse recurso tão cantado em verso e prosa, que se aprimore e deixe de ser um "VARgabundo" Até mais!


45 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page