top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião Objetiva - Saudade de um campeonato equilibrado

Amigo(a) do esporte,


me peguei hoje pensando em como era bonito quando tínhamos um campeonato Brasileiro equilibrado. Houve um tempo em que antes da competição podíamos apontar de oito a dez postulantes reais ao título. Paulistas, cariocas, gaúchos e mineiros mostravam muito equilíbrio. E só aí, tínhamos doze equipes com condições de brigar pelo título. Mas isso foi há muito tempo.

Foi o tempo em que o título do Brasileiro era o mais importante. Hoje, além de não haver mais esse equilíbrio, os times entram na competição visando, primeiro, uma vaga na Libertadores da América. Se tivermos três times hoje que podemos apontar como favoritos é muito. O desequilíbrio é muito grande. As péssimas administrações, os planejamentos sofríveis e a liberdade financeira de alguns dirigentes incompetentes contribuíram para esse desnível.

Em São Paulo, Corinthians, Santos e São Paulo estão com o pires na mão. Só o Palmeiras com um patrocinador forte tem condição de ser considerado um dos favoritos. No Rio de Janeiro então, a disparidade é ainda maior. O Flamengo reina absoluto em termos administrativos e muitas vezes isso reflete como favoritismo prévio dentro de campo. Fluminense e Vasco da Gama estão passando o chapéu faz tempo. E o Botafogo depois de sofrer muito, está se tornando S/A e começa a respirar novos e promissores ares.

Em Minas Gerais, o Atlético com Sampaoli fez contratações por exigência do treinador onerando seus cofres, e só o futuro poderá dizer se a política foi acertada. Sem contar que iniciou a construção de sua Arena. De onde está vindo esse dinheiro ninguém sabe ao certo. E o Cruzeiro, coitado, em dois anos saiu de um título de Copa do Brasil para a série B do Brasileiro. Falido, chega ao cúmulo de pedir doações aos seu torcedores, fazendo com que estes paguem pelos erros de uma diretoria incompetente e irresponsável.

No Sul, surge a terceira e derradeira força favorita ao título. O Grêmio, com uma administração segura, consegue manter um elenco competitivo, um treinador carismático e competente e uma estrutura financeira estável. O Inter, embora esteja conseguindo lutar contra os problemas, não pode ser considerado um time forte.

Então, analisando friamente o momento atual das equipes, podemos apontar três favoritos ao título: Flamengo, Grêmio e Palmeiras. Claro que o futebol tem surpresas. É o único esporte coletivo onde nem sempre o mais forte vence. Portanto pode acontecer uma zebra. Mas pela lógica, os demais irão brigar por uma vaga na Libertadores, o que aliás é o alvo principal hoje em dia. E um dos motivos do Campeonato Brasileiro ter perdido o equilíbrio. O título, hoje, pouco importa. Infelizmente! Até mais!

17 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page