top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião objetiva - Ricardinho, o "boi de piranha"

Amigo(a) do esporte,


a expressão "Boi de Piranha " existe há muito tempo. A boiada para atravessar um rio com piranhas, é um risco enorme. Os condutores da boiada escolhem um boi e lançam o animal no rio para que as piranhas se fartem. Enquanto isso, a boiada passa rapidamente.

É a tática utilizada para preservar o restante dos animais. Há que se sacrificar um em benefício dos outros. O animal "escolhido" é largado para ser devorado. Explico tudo isso para que eu possa fazer uma analogia com a situação que Ricardinho até quarta-feira no Guarani.

Vindo do Criciúma, Ricardinho chegou e logo se adaptou ao clube. Conquistou a confiança da diretoria, da comissão técnica e dos jogadores. E, claro dos torcedores, o mais importante. Em pouco tempo firmou-se como titular e capitão do time. Com muita personalidade, conquistou a liderança do grupo, e era figura quase que obrigatória nas entrevistas e participações em programas de rádio e TV.

Fez gols decisivos, um deles valeu um dos acessos do Bugre, jogava com alma, com amor. Pois bem. Como todo jogador profissional, teve um período de decréscimo de produção. Ninguém, a exceção do Rei, manteve regularidade em toda a carreira. E com ele não poderia ser diferente. Passou por momentos ruins, não conseguindo reeditar sua performance que tanto agradou principalmente os torcedores.

Carpini assumiu, e logo de início sacou Ricardinho do time. Alegando uma contusão que durou uma eternidade, o treinador esqueceu do jogador. Ricardinho se recuperou da contusão. E quando se esperava que sua volta seria confirmada, eis que perde a condição de titular e até de frequentar a suplência em determinados jogos. Sem explicação aparente, fritaram o jogador que nunca mais teve chance de mostrar seu valor, ou que estava recuperado. Por que? Qual o motivo do afastamento de Ricardinho?

Apesar de Carpini desmentir em toda oportunidade, jamais quis contar com o jogador. Uma vergonha! Ricardinho foi marginalizado, jogado às traças, tal qual boi de piranha. Que coisa feia, Guarani! Tratar um jogador que ajudou tanto o time dessa maneira. E se ainda tivesse alguém no elenco melhor do que ele, vá lá. Mas quem?

Lamentável a postura da diretoria que entregou a chave do comando a Carpini para que fizesse o que bem entendesse. Resultado: eliminado em todas as competições e sem um jogador de talento e dedicado coimo nenhum outro do elenco. Parabéns, Guarani! E quanto a Ricardinho, tenho plena certeza de que será muito útil e irá contribuir para uma boa campanha do Sport! Até mais!

38 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page