top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião Objetiva - Pelé x Neymar: como Comparar?

Amigo do esporte,


tenho notado uma insistência até cansativa por parte da imprensa esportiva em comparar Pelé a Neymar. Cada gol que o menino mimado faz, vem a tona uma comparação. Estive lendo alguns tópicos dessa descabida comparação. Por exemplo: Neymar se torna o maior goleador da Seleção em Eliminatórias e se aproxima de ser o maior artilheiro da história de nossa Seleção.

Primeiro ponto: não dá para se comparar a dificuldade que Pelé tinha na sua época em disputar um eliminatória. É certo que tinha seleção fraca como tem hoje. Mas a Argentina, o Uruguai e o Paraguai sempre foram adversários duríssimos para nós naquela época. Basta dizer que em 1969, pelas Eliminatórias, Pelé fez o gol solitário que classificou o Brasil para a Copa de 70 ao marcar contra o Paraguai no Maracanã diante de 150. 000 pessoas.

Outro ponto: Pelé é o maior artilheiro de nossa Seleção do tempo em que enfrentávamos verdadeiras seleções: Inglaterra, Itália, Alemanha, Espanha, Portugal, Polônia (na época era uma grande seleção), União Soviética e por aí vai. Hoje nossa seleção enfrenta Haití, Panamá, Honduras, Qatar, e tantos outros adversários de alto grau de qualidade, não é mesmo? Pelé fez entre jogos oficiais e amistosos 114 partidas por nossa Seleção e marcou 95 gols. O menino mimado fez até agora 114 partidas e fez 70 gols. Com o mesmo número de jogos e enfrentando adversários "muito mais difíceis", o mimado tem que fazer mais 25 gols para se igualar ao "Rei".

A imprensa ressalta que o mimado está invicto em Eliminatórias. Pelé também ficou invicto. Em Copas do Mundo o mimado tem apenas uma derrota, isso porque não atuou no vexame dos 7x1. Pelé também teve apenas uma derrota, contra Portugal na Copa de 1966 quando se lesionou e não atuou mais. Chega de traçar comparações. Agora vamos ao que interessa.

Alguns pontos para nossa imprensa baba-ovo do mimado: Pelé conquistou 10 títulos paulistas a saber: 1958, 1960, 1961, 1962, 1964, 1965, 1967, 1968, 1969 e 1973. Dois Mundiais de Clubes de 1962 e 1963. Duas Copas Libertadores de 1962 e 1963. Seis Campeonatos Brasileiros de 1961, 1962, 1963, 1964, 11965 e 1968. Três Copas do Mundo de 1958, 1962 e 1970.

Títulos do mimado: 3 Campeonatos Paulistas de 2010, 2011 e 2012. Uma Copa do Brasil de 2010. Uma Libertadores de 2011. Uma Recopa Sul-Americana de 2012. Uma Copa das Confederações de 2013. Duas Supercopas da Espanha de 2013 e 2016. Dois campeonatos Espanhóis de 2014/15 e 2015/16. Três Copas do Rei de 2014/15, 2015/16 e 2016/17. Cabe comparação?

Muita gente diz que se Pelé jogasse hoje, não teria feito tantos gols e não teria sido o fenômeno, o gênio que foi. Quanta besteira! Com as bolas de hoje que são impermeáveis, as chuteiras de mais alta tecnologia, camisas que absorvem calor e chuva e com toda tecnologia a serviço do futebol, Pelé com certeza seria muito mais do que foi. Não teria os calcanhares furados dos pregos das chuteiras, não teria carregado o peso das camisas antigas e teria uma facilidade incrível pra bater nas bolas de hoje.

Essa comparação chegou ao ponto de um comentarista de um canal fechado de esportes, aliás o que detém os direitos do campeonato Brasileiro, afirmar, para incredulidade e quase desmaio no programa de seu colega Petkovic, que Neymar é melhor que Pelé! Depois dessa é melhor parar por aqui. Não há o menor sentido comparação alguma com Pelé. Nada nem ninguém vai chegar perto do Atleta do Século XX. Parem de enaltecer um grande jogador, mas de péssima índole. Jamais será nada. Jamais será o melhor do mundo. E a falta de caráter é tanta, que quando indagado se o fato de ainda não ser o melhor do mundo lhe causava frustração, desdenhou da possibilidade demonstrando uma dor de cotovelo maior do que seu ego.

Não dá mais tempo, garoto, de se tornar homem e pensar só em jogar futebol. Cresça e não apareça . Até mais!

41 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page