top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião objetiva - O rádio e a TV no Futebol

Amigo do esporte,


com a chegada da internet multiplicou-se as maneiras de se ver e ouvir futebol. Mas para os saudosistas como eu, nada se compara a emoção do rádio e a imagem da TV. Me lembro ainda garoto ao lado de meu pai olhando para o rádio e imaginando o estádio, o jogo. Narrações inesquecíveis de Edson Leite, Pedro Luís, Fiori Gigliotti, Flávio Araújo, Aroldo Fernandes, Ênio Rodrigues, Joseval Peixoto e tantos outros.

Vibrava com "cruza para o arco e goooooool" de Edson Leite, "o tempo passa" de Fiori, "o que vale é bola na rede" de Ênio Rodrigues, "está brilhando a Taça de Prata" de Joseval Peixoto.

Quando meu time ganhava, assistia o videoteipe a noite, pois não tinha transmissão direta da TV. E na TV tinha Geraldo José de Almeida e seu "olha lá, olha lá, olha lá no placarrrrrrr" ou Raul Tabajara, ou Luís Noriega com o "taí o primeiro gol do Corinthians", ou Walter Abraão com seu "OXO".

Enfim, que coisa maravilhosa. Depois, tanto o rádio quanto a TV se modernizaram. Novas tendências de narração surgiram. No rádio, surgiu um gigante, inovador, de estilo inimitável: Osmar Santos. Transmissões repletas de bordões e num ritmo alucinante misturadas com verdadeiras poesias. Osmar revolucionou a narração esportiva no rádio.

A partir dele só sintonizava suas transmissões pelo rádio. E depois veio José Silvério, outro locutor que se notabilizou por narrar o jogo em cima do lance. Na TV surgiram dois ícones: Luciano do Valle e Galvão Bueno. Dois expoentes da transmissão esportiva televisiva.

Por mais que alguns contestem, Galvão é uma referência. Resumindo: a emoção do rádio permanece até hoje e não vai morrer nunca. Só o rádio é capaz de fazer puxar pela imaginação. O rádio traz a emoção na sua essência. A TV é mais fria. Tem a imagem e não dá pra se tentar florear. É a realidade que está a mostra. Mas com a melhora na qualidade da imagem e com uma cobertura contando com toda tecnologia atual, tornou-se a melhor opção visível.

Então, amigo do esporte, deixo claro aqui que para mim não há nada que se compare a emoção do rádio e a precisão da TV. "O resto, é o resto do restolho do restolhão do rebotalho de toda essa sabugada que anda por aí" como diria o excepcional colunista Antonio Guzman, que brilhou durante anos com sua coluna "20 Notícias" no extinto "Diário da Noite"! Quanta saudade! Meu Deus! Até mais!

38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Opinião objetiva - Do choro ao riso

Amigo do esporte, Todo mundo sabe que a vida é feita de fases. Criança, adolescente, jovem, adulto e idoso. O que vou relatar aqui, é aquilo que senti ao longo da vida com relação ao futebol. Vivo del

Por quê Paquetá na Seleção?

Amigo do esporte, todos já sabem do problema envolvendo o jogador Paquetá. Importante para o West Ham e importante para a Seleção, Paquetá está envolvido com site de apostas. E não venham querer inoce

Comentarios


bottom of page