top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião objetiva - O fundo do poço

Amigo do esporte,


quando o Corinthians foi campeão da América e do Mundo em 2012, e com a legião de mais de 30 milhões de fiéis, pensei que se tornaria uma potência mundial. Tenho certeza que até quem não é corinthiano também pensou. Afinal, um clube com o apelo que tem na mídia, com a torcida que tem, com a marca mais forte do continente tinha tudo para se tornar temido no mundo do futebol. Mas acontece que um clube dessa grandeza não pode ficar nas mãos de pessoas que se engajam na política, que tomam partido de uma ideologia política. Isso aconteceu com o Timão.

Um clube de futebol não pode pender pra a direita ou esquerda. Tem que seguir sua vida exclusivamente no esporte. O resultado disso foi que acabou envolvido até o pescoço em dívidas contraídas com a construção de uma arena que não havia necessidade. Dívidas que foram se acumulando. Processos trabalhistas com jogadores, alguns deles que jogaram cinco ou seis partidas, dívida de marmita, corte de luz e por aí vai.

Hoje o clube deve mais de 1 bilhão, tem um time irreconhecível, não tem patrocínio master na camisa e começa a se preocupar com o rebaixamento no Campeonato Brasileiro que mal começou.

Dirigentes incompetentes, amadores, que se enriqueceram a custa do clube com transações escusas, uma delas a construção da arena, outra com a contratação de jogadores que chegaram em fim de carreira com salários astronômicos, e no entanto continuam se fartando e pouco se incomodando com a situação do clube.

Pessoas do mal estão no poder do Corinthians. Pessoas que só pensam em benefício próprio. Enriqueceram e continuam sorvendo do pote de ouro que é o Corinthians. Não tenho dúvida de que se fosse bem administrado, o Timão seria Timão de verdade. Uma potência mundial. Lamentavelmente isso não acontece. Enquanto o clube estiver nas mão dessa nefasta diretoria, vai sofrer humilhação, vai ser gozado pelos rivais e vai se apequenar a cada dia.

O Corinthians é hoje um grande time pequeno. Gigante pela história, pela torcida, pela camisa. Pequeno pelo pensamento mesquinho de seus dirigentes, pelo desdém com que seus dirigentes conduzem seu destino. O Corinthians hoje é a "casa da mãe Joana", onde qualquer, Mané da Carne, Jaça, André Negão mandam e desmandam.

Pessoas sem o menor preparo para dirigir um clube dessa grandeza. E sem contar as categorias de base que sempre revelaram talentos, e que hoje não passam de abrigo de parentes de diretores e afiliados de empresários e patrocinadores.

Pobre Corinthians! Um time rico em sua história de glórias e atualmente pobre, muito pobre em todos os sentidos. Sem moral, sem rumo, sem dinheiro e ainda assim sobrevive graças a sua imensa e fanática torcida. E é só isso o que resta.

O grande patrimônio que qualquer outro clube queria ter. E é por isso que o Corinthians sobrevive até hoje. Por seu abnegado e apaixonado torcedor. As eleições serão no final do ano. O clube vai sofrer muito até lá. A expectativa é de que essa turma suma de vez do parque São Jorge. Que o clube desinfete todas as dependências e que os conselheiros deixem de ser venais e votem pelo bem do clube. Até mais!

39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page