top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião objetiva - Meus 67 anos

Atualizado: 20 de ago. de 2021

Amigo do esporte,


só tenho que agradecer a Deus por me dar a oportunidade de completar 67 anos. Tenho uma família maravilhosa, tive uma boa criação dentro dos padrões rígidos que se praticava na época (que por sinal não me arrependo de ter levado muitas palmadas e muitos castigos), procuro viver dentro das normas que definem o bom caráter e gozo de boa saúde para a idade que tenho.

Em todo esse tempo, passa um filme sobre o que já vivi e presenciei. Vi constantes trocas de moedas para que a economia se ajustasse (a dificuldade persiste até hoje), vi a democracia ser instaurada novamente no país, vi atuações desastrosas de nossos políticos, vi crescer a violência no Brasil e no mundo, vi a fome proliferar no planeta, vi uma guerra durar 20 anos (a do Vietnã), vi um estadista afirmar há décadas o que se torna patente hoje (De Gaulle afirmou na década de 60 que o Brasil não era um país sério), vi um atentado monstruoso ceifar milhares de vidas nas Torres Gêmeas e vivi e vivo tempos de pandemia com milhares de mortes e muito, mas muito mais. Mas também vi coisas maravilhosas.

Além de uma infância deliciosa, além de uma adolescência inesquecível junto a grandes amigos, principalmente do Colégio Arquidiocesano, amigos cuja amizade cultivo até hoje com alegria imensa, além de uma juventude ímpar onde se podia andar na rua sem medo, se podia chamar um amigo negro de "negrão", ninguém ligava para preconceito (pelo menos no meu meio), até chegar a minha idade ainda lúcido e tendo prazer de viver.

Vi no esporte talentos que jamais existirão iguais. Vi Pelé, Garrincha, Rivellino, Maradona, Ademir da Guia e dezenas de outros craques de verdade. Vi Éder Jofre, Muhammad Ali, Joe Frazier, George Foreman, Hector Macho Camacho, Roberto Duran, Carlos Monzon. Vi Michael Jordan, Larry Bird, Magic Johnson, Kobe Bryant. Vi Usain bolt, João do Pulo, Joaquim Cruz, Maria Esther Bueno, Guga, Roger Federer, Pet Sampras, Andre Agassi. Vi Magic Paula, Rainha Hortência. E muitos outros mais. Não dá pra citar todos.

Como sou grato por viver numa época tão rica em talentos. Obrigado, Meu Deus! Por permitir que vivesse tantas emoções. E principalmente por me permitir constituir uma família maravilhosa que é meu alicerce, meu amparo. E agradeço por permitir que seguisse os passos de meu pai e me tornado mais um "louco do bando". Vai, Corinthians! Até mais!

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Opinião objetiva - O que se deve copiar

Amigo do esporte, de algumas décadas para cá, o Brasil anda copiando muita coisa do futebol europeu. A começar por uma mudança em nosso hábito que não perdoo. O fato de as equipes entrarem em campo si

Opinião objetiva - mais do mesmo

Amigo do esporte, Já de algum tempo, Palmeiras e Flamengo vem dominando o futebol brasileiro e sul-americano. São as equipes mais bem estruturadas, mais profissionalizadas e com mais recursos financei

Comments


bottom of page