top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião objetiva - Eurocopa x Copa América

Amigo do esporte,


sou avesso a qualquer tipo de comparação. Para mim, toda comparação é descabida. Principalmente entre diferenças gritantes. Porém, é inevitável concluirmos o óbvio: a distância do futebol europeu para o sul-americano é abissal. Começa pelo nível.

A Eurocopa tem um número enorme de seleções candidatas ao título. Itália, Inglaterra, Espanha, Alemanha, França, Portugal, Bélgica e Holanda, todas têm condição de conquistar a Eurocopa.

Tem futebol, história e camisa suficientes para tal. Sem contar outras seleções que sempre apresentam um futebol bonito e competitivo, equipes tradicionais, embora nem sempre atinjam o sucesso. Suécia, Polônia, Croácia, República Tcheca e Rússia fazem parte desse grupo.

De 24 seleções, 8 têm chances reais de conquista, enquanto outras 5 podem surpreender. Portanto, mais da metade das seleções têm pedigree, têm história e acima de tudo, futebol vistoso e moderno. Os gramados são perfeitos, a organização é invejável. E ainda tem a presença de público que tanta falta faz ao futebol.

Já a Copa Sul-Americana começou com bagunça. Depois das negativas da Colômbia e da Argentina para sediar a competição, veio parar no Brasil. Isso. Exatamente. Caiu de para-quedas aqui por absoluta falta de opções. Depois de muito se discutir, depois de muitas dúvidas, a Copa começou no domingo.

A falta de organização já começou antes até do início da competição. Não há equilíbrio entre as seleções. Brasil é favorito destacado. Senão pelo futebol, mas pela camisa, pela história. A Argentina vem depois, muito depois. Com um futebol pobre, tenta surpreender no torneio. O futebol decadente dos hermanos é notado na ascensão de clubes considerados pequenos. Colón, Lanus, Defensa y Justicia e outros mostra a involução dos grandes. E paramos por aí.

Uruguai, Chile e Paraguai são as "forças" médias. Seleções que tem por objetivo uma campanha razoável e para dificultar a vida de Brasil e Argentina. Peru e Equador e Colômbia são meros participantes. E Venezuela e Bolívia são o que há de pior no futebol do continente.

Chegamos a conclusão que o Brasil reina na América do Sul e por esse motivo acha que pode fazer frente aos europeus na Copa do Mundo. Ledo engano. Reinar aqui é muito fácil. Mesmo com esse futebol horroroso, devemos ganhar essa Copa.

Se jogar um mínimo de futebol, ganha com um pé nas costas. Está explicado então, a diferença de competição e, principalmente, a diferença de qualidade. Não sou de desanimar ninguém, muito menos de me desanimar, mas pelo andar da carruagem devemos levar uns vinte anos para pensar em conquistas maiores.

Claro, se tudo continuar como está. Torço por uma melhora, principalmente fora de campo. Aqui somos reis. Lá somos vassalos. É bem isso! Até mais!

30 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page