top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião objetiva - A volta do choque rei decisivo

Amigo do esporte,


após 28 anos, São Paulo e Palmeiras voltam a se defrontar pelo título de Campeão Paulista. É muito tempo. Durante esses anos, ambos decidiram e venceram títulos contra outros adversários. O Choque Rei, como Thomas Mazzoni apelidou esse clássico gigante, só decidiu o Paulista diretamente uma única vez, justamente em 1992. E a vantagem foi do Tricolor em dois confrontos: 4x2 e 2x1 em dois jogos eletrizantes. Mas é um jogo que sempre provocou emoções e até situações inusitadas como o gol de Leivinha legítimo anulado por Armando Marques inexplicavelmente.

O São Paulo aplicou sua maior goleada contra o Palmeiras em 1939 na época do Palestra Itália. Um sonoro 6x0 no Campo da Companhia Antárctica na Rua da Moóca marcou o maior triunfo Tricolor.

Já em 1965 pelo Rio-São Paulo, o Palmeiras deu o troco e goleou o São Paulo por 5x0 no Pacaembu o que teve um sabor de vingança para o Verdão 26 anos depois. Grandes jogos principalmente na década de 40, onde dividiram 9 títulos. O São Paulo foi campeão em 1943, 45, 46, 48 e 49. E o Palmeiras em 1942, 44, 47 e 50. Isso no tempo em que o Campeonato Paulista era o campeonato mais importante do Brasil.

O tempo passou e o Paulistão ficou desvalorizado. Há quem até defenda o fim da competição. Mas quando surge uma decisão desse tamanho, volta o interesse, a rivalidade fica a flor da pele, as atenções se voltam para a grande decisão. Dizem que os chamados "grandes" não ligam mais para esse campeonato. Porém, quando chegam a fase decisiva a coisa muda. O Palmeiras, que costuma chamar a competição de "paulistinha", estava quase fora. Mas com ajuda do Corinthians acabou se classificando e, por mais cruel que se apresente o destino, cruzou com o Corinthians na semi-final. E para chegar a final do "paulistinha", colocou o time completo contra o próprio alvinegro e derrotou o maior rival chegando a final.

Já o São Paulo teve uma campanha impecável e chegou a final sem sustos. O que significa que embora não deem muita importância para esse título, quando chegam fazem questão de ganhar. É uma final em dois jogos para não esquecer.

Após 28 anos um confronto para decisão que mobiliza a todos. Bom para o São Paulo que busca um título já há algum tempo, bom para o Palmeiras que quer se consolidar como a grande equipe desse início de década, bom para o torcedor que, apesar de não poder estar presente no estádio estará cruzando os dedos na torcida por mais um título e bom para a imprensa em geral que vai acompanhar uma decisão que não acontecia há anos e por isso mesmo chama mais a atenção.

Escrevo antes dos jogos e apesar do equilíbrio e da história desse jogo monstro, creio que o São Paulo, até por estar buscando um título há anos vai dar algo mais nessa decisão. Errei? Quem sabe!Até mais!


23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page