top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião objetiva - A vez delas

Amigo do esporte,


das 4 medalhas de ouro que faturamos até agora, três são delas. As mulheres enfim ganham destaque no esporte brasileiro. Rebeca Andrade foi soberba na ginástica. Martine Grael e Kahena Kunze foram notáveis na vela. Ana Marcela Cunha passeou na maratona aquática.

Conquistas brilhantes que nos enchem de orgulho. Ainda podemos aumentar nosso número de medalhas de ouro. E as mulheres terão papel importante para que esse número cresça. O vôlei feminino pode chegar a final e conquistar o ouro olímpico de forma invicta. Assim como Beatriz Ferreira no boxe, o que elevaria o número de medalhas de ouro para seis, sendo cinco conquistadas por mulheres guerreiras.

Em outras modalidades, destaque para a dupla de bronze do tênis com Laura Pigossi e Luisa Stefani, e o bronze do judô com Mayra Aguiar. E claro, a prata maravilhosa de Rayssa Leal, a fadinha, no skate. Sem dúvida guerreiras mulheres que enfrentam preconceitos, descaso por parte da mídia, mas que mostram garra, determinação e luta por um ideal, fatores que são fundamentais para quem almeja o sucesso.

Não se alcança objetivos com penteados exóticos. Nem com a vontade extrema de estar na mídia, de ser estrela. Portanto, todo aplauso para essas meninas de ouro, prata e bronze que elevaram o patamar do esporte brasileiro para o mundo. Que sirvam de exemplo para os marmanjos metidos a besta que não ganham nada e vivem se vangloriando dos fracassos acumulados.

Parabéns, queridas! Meu desejo é que vocês passem a ser mais reconhecidas e reverenciadas. Que a mídia não enfatize essas joias somente no período da Olimpíada. Elas só querem um pouco mais de espaço e reconhecimento. Um grande beijo a vocês e muito obrigado por conquistas tão maravilhosas! Até mais!

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page