top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião objetiva - A Justiça e o futebol

Amigo do esporte,


o caso Robinho ganha um novo capítulo após o jogador ter sido condenado em segunda instância na Itália. Após revelação de gravações de Robinho com amigo, não há como não condená-lo. As evidências são patentes. Um ato criminoso que espero não haja complacência por parte da justiça italiana. Sim, porque aqui no Brasil, a justiça é uma piada. Ouso dizer que a justiça no Brasil é por demais "injusta". Lá a coisa é séria.

O jogador deve ser condenado novamente última instância e terá que cumprir pena. E a pena deve ser pesada. É necessário que se dê o exemplo. Uma atitude sórdida e covarde. Um bando de marginais organizam uma farra e estupram uma jovem embriagada.

A defesa de Robinho alega que a jovem de 23 anos tinha uma vida desregrada. Não importa. O crime é hediondo. Não há argumento que justifique violência sexual. Ainda mais praticada por um bando.

Sim, um bando de marginais travestidos de bons moços. Inclusive Robinho. Felizmente na Itália a justiça é muito séria. Nove anos de reclusão. E é o que vai ser decretado. Por mais apelações que a defesa busque, a condenação é fato consumado. Já aqui no Brasil, se isso ocorresse com certeza a justiça trataria de amenizar a situação. Haja vista o caso de Eliza Samúdio, assassinada e desaparecida com a implicação de Bruno Souza, ex-goleiro do Flamengo.

Condenado a 22 anos e três meses de reclusão, após seis anos e sete meses de reclusão conseguiu um habeas corpus graças a uma liminar. A justiça deu um jeitinho de amenizar a pena.

Porém, Bruno Souza cumpriu a pena enclausurado, sem liberdade condicional ou prisão domiciliar. Mas teve o jeitinho brasileiro na justiça. Isso pra não se falar da tragédia da Chapecoense. Que por mais que se defenda o clube, a economia no valor do vôo acabou ficando caro demais e a tragédia marcou para sempre a história do clube, que ainda não indenizou famílias das vítimas e responde a 54 processos que totalizam mais de 100 milhões de reais. S

abe quando a Chape vai pagar isso? Nunca! A justiça está rolando o processo e em paralelo, o clube aciona o seguro e o governo Boliviano, pois a empresa aérea é daquele país. Talvez se pagassem um pouco mais, teriam um avião em melhores condições e uma empresa responsável o suficiente para colocar mais combustível até chegar ao destino. Vergonha!

Outro caso que abalou o mundo do futebol no Brasil foi a morte dos meninos da base do Flamengo no Ninho do Urubu. O descaramento da diretoria do rubro-negro é revoltante, enojante. Acaba de ganhar na justiça a causa que reduz a pensão paga às vítimas da tragédia. Embora caiba recurso, dificilmente a situação será revertida. De 10 mil reais, o Flamengo passa a pagar R$ 5.225 reais. Um valor irrisório de 10 mil reais por vida perdida no acidente, e o Flamengo recorre pra pagar menos ainda. Que nojo! Quanta imundície! Quanta vergonha!

Para pagar salário de jogador a peso de ouro, pra montar um elenco milionário tem dinheiro? Pra tentar amenizar o sofrimento de pais que perderam seus filhos na flor da idade não tem dinheiro? Que sujeira. Mas todas essas aberrações são corroboradas pela justiça brasileira.

Porca, suja em todos os setores. O país está contaminado pela podridão de uma justiça falida, tendenciosa. Uma justiça injusta em todos os sentidos. Por favor, justiça italiana, puna severamente esse marginalzinho que por ser jogador de futebol, que aliás só se notabilizou pelas famosas "pedaladas" em cima do Rogério, acha que tem o direito de fazer o que quer, o que é comum nos pseudos jogadores brasileiros.

Que a Itália dê o exemplo de como deve atuar a justiça! Até mais!

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Por quê Paquetá na Seleção?

Amigo do esporte, todos já sabem do problema envolvendo o jogador Paquetá. Importante para o West Ham e importante para a Seleção, Paquetá está envolvido com site de apostas. E não venham querer inoce

Comments


bottom of page