top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião objetiva - A hora e a vez da molecada

Amigo do esporte,


já era sabido que uma hora a bolha iria estourar. Mais cedo ou mais tarde a conta chegaria. E como torci pra chegar esse dia. Sempre fui defensor ferrenho da utilização das categorias de base como solução para o nosso futebol. E por vários motivos.

Um deles, e o que motivou esse movimento agora, é o financeiro. Os times estão passando o chapéu. E como último recurso (gostaria que tivesse sido o primeiro), recorreram às categorias de base.

Fico imensamente feliz em ver tantos garotos nos times principais de nossas equipes. O Santos é um caso a parte, pois está sempre revelando jogadores fazendo um grande trabalho nessas categorias menores. Agora é muito bom ver Palmeiras, São Paulo e Corinthians utilizarem jovens formados nos clubes.

O Palmeiras não revelava jogador há muito tempo. E agora, com o elenco cheio de garotos conquistou quase tudo o que disputou. Além de conquistar títulos, economizou na folha (e não precisava, mas é bom) e ainda pode gerar um lucro enorme com a venda dessas promessas.

O São Paulo já começou a lucrar com as promessas que lançou no time principal. Já vendeu Brenner e aliviou um pouco os cofres. E tem mais garotos no time que poderão render mais dinheiro.

E o Corinthians, que outrora revelava muito jogador, passou a atuar na política de trazer grandes jogadores e se deu mal. Com uma dívida de mais de 1 bilhão, o Timão optou agora por dar oportunidade aos garotos. De se lamentar, o fato de só agora abrir os olhos para o óbvio. Depois da porta arrombada, o alvinegro vai colocar a tranca. Esse deveria ser o caminho natural de todas as equipes do país.

Existe a necessidade premente de se acabar com esses salários astronômicos para o jogador de futebol. Ainda se correspondessem, tudo bem, mas não. Um bando de jogadores medíocres que pensam que são craques, comandados por empresários ávidos por dinheiro que ganham altíssimos salários para fazerem pouco ou nada pelos seus clubes.

Alguns clubes alegam falta de paciência dos torcedores como entrave para lançar garotos. Ora, desde quando um clube pode ser refém de torcedor? Inadmissível. Mas aqui no Brasil, a grande maioria se torna refém e o que é pior, cúmplice de torcidas organizadas. Lamentável. O torcedor comum em sua maioria até entende e apoia essa decisão. mas as organizadas não admitem. A princípio até apoiam. Mas uma sequência de maus resultados muda o panorama e a cobrança, às vezes exacerbada, torna-se insuportável.

É preciso mudar essa mentalidade. Há que se dar tempo aos garotos. Eles são o futuro do nosso futebol. Através deles poderemos resgatar a credibilidade e o respeito por nossa camisa. Eles têm como mudar o atual quadro de descrédito por que passa nosso futebol. Confie neles. Até mais!

21 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page