top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Opinião objetiva - A César o que é de César!

Amigo do esporte,


Já de algum tempo o mundo do futebol tem reverenciado uma dupla de treinadores europeus que se encontram num patamar superior aos demais treinadores do mundo. Por competência, por profissionalismo, por conquistas, Guardiola e Mourinho, mais o primeiro, têm dividido as honras de melhores treinadores do planeta.

Porém, quero aqui reparar e fazer justiça a um nome pouco badalado, pouco reconhecido e que por seu temperamento avesso ao estrelismo é pouco ou quase nunca citado com tanto apelo como ao outros.

Carlo Ancelotti é para mim, o maior treinador do mundo. E não é de hoje. Andei comparando a carreira dos três treinadores citados aqui. E Ancelotti possui um acervo de títulos impressionante. Seis conquistas internacionais contra cinco dos dois treinadores mais badalados. Acumula dois mundiais de clubes contra um de Guardiola e nenhum de Mourinho. Conquistou duas Champions League, o mesmo número de Guardiola e superior a Mourinho com uma conquista.

Apesar de iniciar a carreira mais do que vitoriosa de treinador em 1999 e dirigir grandes equipes como Juventus, Milan, Chelsea, PSG, Real Madrid (com duas passagens) e Bayern de Munique, conquistando títulos em todos eles, jamais foi badalado.

Seu jeito tímido, seu rosto carrancudo quase sem sorrir e avesso a aparições desnecessárias, fizeram com que a mídia não tivesse tanta simpatia por esse excepcional, fantástico treinador.

Querido no meio do futebol, adorado pelos jogadores que dirige, Ancelotti está construindo uma carreira única entre os treinadores da história. Dezenove títulos conquistados em ligas gigantescas da Europa. E o mais importante, em épocas cujas ligas estavam no auge com grandes candidatos a título.

Sem dúvida, a mídia deveria olhar com um pouco mais de respeito e carinho para esse estupendo treinador. Não é porque não sorri, não é porque não gosta de ficar aparecendo para as câmeras, não é porque não faz questão de estar em evidência que a mídia não possa dar o devido valor e o devido espaço a Ancelotti.

Claro que essa reverência aqui pouco representa. Mas é sincera e tenta mostrar como a mídia em geral às vezes comete injustiças enormes. Pelo menos aqui, na Opinião Objetiva, Carlo Ancelotti será sempre reverenciado, elogiado e elevado ao primeiro patamar dos treinadores do mundo. Até mais!

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page