top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Música de hoje e sempre - "Gente humilde", por Ângela Maria

"Música de hoje e sempre" traz uma obra fantástica e polêmica. Em 1945, Annibal Augusto Sardinha, o popular "Garoto", compôs somente a melodia de "Gente Humilde". Mestre no violão, só compôs a melodia por achar que seria apenas para ser tocada e bem. Porém, Vinícius de Moraes decidiu colocar uma letra e teve um pequeno auxílio de Chico Buarque construindo uma poesia maravilhosa que só aconteceu depois da morte de "Garoto".

"Gente Humilde" só recebeu o devido reconhecimento depois que Ângela Maria e o próprio Chico Buarque gravaram com a letra. Melodia sensacional, letra maravilhosa com o toque poético de Vinícius, é uma das mais lindas composições de nossa música.

Aqui, uma interpretação inigualável de uma das vozes mais completas do Brasil, Ângela Maria, a "Sapoti", dona de um talento incomparável. Vale a pena curtir essa que é uma "Música de hoje e sempre"!

Letra

Tem certos dias em que eu penso em minha gente

E sinto assim todo o meu peito se apertar

Porque parece que acontece de repente

Como um desejo de eu viver sem me notar


Igual a como quando eu passo no subúrbio

Eu muito bem, vindo de trem de algum lugar

E aí me dá uma inveja dessa gente

Que vai em frente sem nem ter com quem contar


São casas simples com cadeiras na calçada

E na fachada escrito em cima que é um lar

Pela varanda, flores tristes e baldias

Como a alegria que não tem onde encostar


E aí me dá uma tristeza no meu peito

Feito um despeito de eu não ter como lutar

E eu que não creio, peço a Deus por minha gente

É gente humilde, que vontade de chorar

15 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page