top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Drops - Semana 78

Vídeo


Esse vídeo é uma raridade. O cantor é Mario Lanza morto aos 38 anos vítima de complicação cardíaca. Em 1950 fez o papel de Enrico Caruso no filme: O Grande Caruso, e a cena mostra o tenor cantando Ave Maria ao lado de um menino que era ninguém mais ninguém menos do que Luciano Pavarotti. Imperdível! Emocionante!


Curiosidades


Pode um pinguim morrer der frio?

Para muitos de nós, gelo e pinguins, são uma combinação perfeita. Não é atoa que os pinguins são um dos animais mais simbólicos da Antártida. A resistência as baixas temperaturas dessas pequenas aves surpreendem, mas será que é possível um pinguim morrer de frio? Bem, para começo de conversa é necessário saber que apenas 4 das 18 espécies existentes de pinguins vivem no ‘friozão’. Essa ideia que nós temos, de que o pinguim vive apenas no gelo está errada.

Uma espécie de pinguim que não vive cercado de gelo, é o pinguim-de-magalhães, que vive confortavelmente em temperaturas de 0ºC a 28ºC, já em temperaturas negativas ele não se sente bem e pode sim vir a falecer. Para fugir do inverno, diversas espécies migram para o Brasil, chegando até a Bahia. Alguns ao se depararem com esse animal na praia, acabam se assustando, e na tentativa de ajuda-los, o colocam no gelo, porém isso pode acabar matando o pinguim, que pode estar cansado e com a imunologia baixa. Concluindo, os pinguins podem sim morrer de frio.

Você sabia que o Alzheimer não é doença somente genética?


O Alzheimer costuma ser bastante associado a fatores genéticos. Porém, eles não são a única (e talvez nem mesmo a principal) causa da doença. Estudos estimam por exemplo que 50% dos pacientes que hoje convivem com o Alzheimer poderiam não ter desenvolvido o problema caso tivessem levado uma vida diferente.

É o que mostra o neurologista Fabiano Moulin em um vídeo divulgado pelo canal do Youtube da Casa do Saber. Fabiano é membro da Academia Brasileira de Neurologia e especialista em neurologia da cognição e do comportamento e explica como nossos hábitos interferem no desenvolvimento da doença.

Segundo ele, um dos principais responsáveis pelo Alzheimer é a maneira como nossa sociedade se organiza. O especialista lembra que coisas simples como realizar atividades físicas ou evitar comer carboidratos simples podem diminuir as chances de desenvolver Alzheimer em até 50%, enquanto aprender uma segunda língua retardaria o aparecimento da doença em cinco anos.

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page