top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Conheça o craque - Roberto Dinamite

Carlos Roberto de Oliveira, o maior goleador da história do Vasco da Gama, é o craque de hoje. "Roberto Dinamite" fez 1110 jogos com a camisa vascaína, fez 708 gols, é considerado o maior jogado do Vasco, é o maior artilheiro de São Januário com 184 gols, o maior artilheiro do Campeonato Brasileiro com 190 gols e o maior artilheiro do Campeonato Carioca com 279 gols.

Ao lado de Pelé e Rogério Ceni faz parte do grupo de jogadores brasileiros que passaram dos 1000 jogos com a camisa do mesmo time. Carioca de Duque de Caxias , aos 15 anos, em 1969, chegou ao Vasco da Gama através de Gradim, olheiro do clube. E foi dirigido no juvenil pelo ex-jogador e treinador Célio de Souza.

Em pouco mais de um ano de clube já havia anotado 46 gols e ganhando 15 quilos, graças a um trabalho apurado realizado numa grande promessa que surgia. Após ser artilheiro do campeonato juvenil de 70 e 71. Com isso, chamou a atenção do treinador do time principal Mario Travaglini que o relacionou para o Brasileiro de 1971.

O apelido de "Dinamite" foi dado quando ainda era juvenil. Dois jornalistas do Jornal dos Sports, Eliomário Valente e Aparício Pires. Após três jogos no time principal sem render o que se esperava, veio o jogo contra o Inter no Maracanã. Admildo Chirol, então treinador, colocou o jogador no segundo tempo e ele fez um golaço. No dia seguinte a manchete do Jornal dos Sports: "Garoto Dinamite Explodiu".

Daí por diante, Roberto Dinamite se firmou e acabou sendo o que foi: o maior jogador da gloriosa história do Vasco da Gama. Em 1980, a trajetória de Dinamite no Vasco foi interrompida por três meses, período em que se transferiu para o Barcelona. Não se adaptou e apesar do assédio do Flamengo que queria contratá-lo, Eurico Miranda foi a Espanha e acertou o retorno do ídolo.

A volta foi tímida contra o Náutico. Mas o segundo jogo foi contra o Corinthians e Dinamite anotou os 5 gols da vitória por 5x2. Essa foi a verdadeira volta triunfal.

Em 1989, já no final da carreira, recebeu convite para jogar pela Portuguesa. O jogador fez 9 gols no Brasileiro de 1989 e deixou a Lusa na sétima colocação do campeonato. Em 1990 voltou ao Vasco e terminou a carreira de jogador no campo Grande em 1991.

Foi convocado para a Seleção Brasileira pela primeira vez em 1975 e terminou sua trajetória em 1984, tendo participado das Copas de 78 e 82. Na política, foi vereador e deputado estadual. Foi o grande rival político de seu ex-amigo e presidente Eurico Miranda tendo ganho a eleição e se tornando presidente do Vasco por dois mandatos em 2008 e 2011. Esse craque merece estar aqui. Grade "Dinamite". Um goleador como poucos!

Títulos:

Pelo Vasco da Gama : Campeão Brasileiro de 1974, Campeão carioca de 1977/82/87/88/92, Campeão da Taça Guanabara de 1976/77/86/87/90/92, Campeão da Taça Rio de 1975/77/80/81/84/88/92, Campeão da Copa Rio de 1992 e Campeão da Copa João Havelange de 1981


Pela Seleção Brasileira:

Campeão do Torneio Pré-Olímpico Sul-americano sub-23 de 1971, Campeão do Torneio Bi-Centenário dos Estados Unidos de 1976, Campeão da Copa Roca de 1976, Campeão da Copa Rio Branco de 1976, Campeão da Taça Oswaldo Cruz de 1976, Campeão da Taça do Atlântico de 1976, Campeão do Mundialito de Cali de 1977 e Campeão da Copa Pelé (Masters) de 1991

12 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page