top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Conheça o craque - Paulo Gustavo

"Conheça o Craque" de hoje, faz uma pequena homenagem a um excepcional ator, uma figura humana extraordinária, que nos deixou prematuramente no último dia 4. Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros, nosso querido "Paulo Gustavo". Artista brilhante, a "Mãezona" mais engraçada do mundo, além de ator maravilhoso, era também roteirista, humorista, diretor e apresentador. Imortalizou a trilogia "Minha Mãe é Uma Peça" com interpretações magníficas mostrando todo o seu talento.

Carioca de Niterói, foi revelado em 2004 com a peça "Surto". Nascido e criado em uma família de classe média da cidade de Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, estudou no tradicional Colégio Salesiano durante o ensino fundamental. Assumidamente homossexual desde sua adolescência, casou-se em 20 de dezembro de 2015 com o dermatologista Thales Bretas. No dia 13 de outubro de 2017, Paulo anunciou em seu Instagram que ele e seu marido iriam ser pais de um casal de gêmeos, chamados Gael e Flora, através de uma barriga de aluguel, mas os bebês morreram em um aborto espontâneo.

Pensaram em desistir da paternidade, mas procuraram outra barriga de aluguel, e em 18 de agosto de 2019, em uma postagem em seu Instagram, ele anunciou o nascimento dos filhos do casal, chamados Romeu e Gael, de barrigas de aluguel diferentes. Teve no início da carreira pequenas participações em novelas e séries, como em Prova de Amor, novela da recorde em A Diarista, série da Globo.

Em 2006 estreou no teatro "Minha Mãe é Uma Peça", que deu origem a trilogia que o levou a fama definitivamente. Trabalhou no sitcom "Vai Que Cola" e no reality "Paulo Gustavo na Estrada" e apresentou o programa "220 volts" no Multishow. Em 2017 deixou o "Vai Que Cola" e entrou no programa "A Vila".

Eclético, Paulo Gustavo atou de forma brilhante tanto no teatro, como na TV e no cinema. Indicado a vários prêmios, teve como destaque a premiação "Grande Prêmio do Cinema Brasileiro". Internado desde março, respirava por pulmão artificial e apresentava quadro delicado quando uma embolia pulmonar levou o ator a morte.

Uma perda sensível em todos os aspectos. Como artista genial que foi e como ser humano extraordinário que semeou o amor, a ternura, o sorriso e a alegria de viver. Vá em paz, Paulo Gustavo. E que Deus te receba com o mesmo sorriso aberto e franco que você sempre carregou. Valeu!


19 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page