top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Conheça o craque - Luisinho, o pequeno polegar

"Conheça o Craque" de hoje faz uma homenagem a um dos maiores jogadores de futebol que o Brasil já teve. Luís Trochillo ou "Luisinho" talvez tenha sido o craque mais injustiçado do futebol brasileiro ao lado de Barbosa. Com uma habilidade ímpar, Luisinho com 1,65 mts. destruía os becões da época com suas fintas, seu malabarismo, sua ginga e por que não dizer sua genialidade. Por isso ganhou o apelido de "Pequeno Polegar".

Filho de espanhóis, começou a jogar futebol na várzea no clube fundado por seu pai, o Cachoeira Futebol Clube ainda muito garoto. Depois passou a defender o Clube Atlético Recreativo Maria Zélia com a promessa de ir posteriormente para o Corinthians. De fato isso aconteceu.

Levado para o Corinthians por Dante Pietrobon, irmão do árbitro Anacleto Pietrobon (Valussi), jamais poderia imaginar que se tornaria um dos maiores ídolos da história do alvinegro. Chegou em 1949 e já assumiu a posição de titular para só deixá-la em 1962, após desentendimento com o treinador da época Sylvio Pirillo, transferindo-se para o Juventus. Retornaria ao Corinthians em 1964 para encerrar a carreira em 1967.

Multi-campeão, além do título do IV Centenário, fez parte do famoso "Ataque dos 104 gols" de 1951 ao lado de Cláudio e Baltazar. Autor do gol que deu o título de 1954 sobre o Palmeiras, Luisinho solidificou a condição de um dos maiores ídolos do Timão.

Marcou 175 gols em 606 jogos. É o segundo jogador com mais atuações com a camisa do Corinthians, atrás apenas de Wladimir. É também o jogador de mais idade a vestir a camisa do Timão, quando em 1996, aos 65 anos jogou por 5 minutos no jogo contra o Coritiba que marcou a estreia de Edmundo no Corinthians.

Em 1994 Luisinho teve o reconhecimento eterno ainda em vida, ganhando um busto no Parque São Jorge, honraria que até então só tinha sido concedida a Neco. A injustiça cometida contra o "Pequeno Polegar" foi com relação a Seleção Brasileira.

Preterido várias vezes por ter o corpo franzino ou por outros motivos, só defendeu a seleção por 11 vezes e marcou apenas um gol. Porém, um gol importante na vitória do Brasil sobre a Argentina em 1956 quebrando um tabu que já durava 10 anos sem vitória sobre los hermanos.

Faleceu em 1998 aos 67 anos e deixou um legado extraordinário e incomparável. Merece estar eternizado no Corinthians e no futebol brasileiro. Valeu, "Pequeno Polegar"!


Títulos:


Pelo Corinthians:

Pequena Taça do Mundo de 1953

Campeonato Paulista de 1951/52/54

Torneio Rio-São Paulo de 1950/53/54

Copa do Atlântico de Clubes de 1956

Taça Cidade de São Paulo de 1952

Taça Charles Muller de 1954/58

Taça dos Invictos de 1956/57

Troféu Bandeirante de 1954

Taça Lourenço Fló Júnior de 1962


Pela Seleção Brasileira :

Taça Bernardo O' Higgins de 1955

Taça Oswaldo Cruz de 1955

Copa Atlântica de 1956

Copa Roca de 1957

17 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page