top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

Conheça o craque - Brito

O "Conheça o Craque" de hoje homenageia um dos grandes zagueiros do futebol brasileiro, tri-campeão do mundo em 1970. Viril, estilo másculo, bravo, que deixava a barba crescer para atemorizar adversários. Trata-se de Hércules Brito Ruas, ou o guerreiro "Brito".

Zagueiro firme, que apesar de estar sendo citado nessa galeria, nunca foi craque. Porém, compensava sua carência técnica com um espírito de luta incomum. E se entregava de corpo e alma a camisa que vestia. E eu dou um valor incomensurável a esse tipo de jogador. Não adianta ser craque e covarde, omisso, frio. Pois bem, Brito é carioca e iniciou a carreira no Vasco da Gama, seu time de coração em 1960 substituindo o capitão de 58, Bellini.

Em 1971 Brito deu um soco no árbitro José Aldo Pereira no jogo Botafogo x Vasco da Gama. E para se ter ideia do profissionalismo de Brito, ele defendia o Botafogo e se revoltou contra a marcação de um pênalti contra o Glorioso. Antes, tinha defendido o time de seu coração por 10 anos, de 1960 a 1969. Uma passagem rápida por Flamengo e Cruzeiro entre meados de 1969 e o ano de 1970.

Saiu do Flamengo emprestado para o Cruzeiro por desentendimento com o treinador do Mengo na época, Yustrich, e num jogo entre Cruzeiro e Flamengo em que o Cruzeiro venceu por 3x1, Brito, então zagueiro da Raposa, debaixo de forte chuva arrancou a camisa e atirou na cara de Yustrich que se levantou e tentou partir pra cima do zagueiro, mas foi contido pelos integrantes da comissão técnica. Em 1974 transferiu-se para o Corinthians e logo pós para o Athlético Paranaense. Encerrou na carreira no River do Piauí em 1979.

Defendeu a Seleção brasileira de 1964 a 1972, onde atuou por 61 partidas. Em 1970 na preparação para a Copa do México, diz a lenda que Brito quebrou um aparelho da academia onde o Brasil treinava.

Eleito o melhor preparo físico da Copa de 70 pela OMS já com 31 anos, desmistificou a regra de que jogador com mais de 30 anos na época já estaria no caminho da volta. Pouco referendado, Brito talvez tenha sido um dos grandes injustiçados no futebol por parte da mídia que sempre o colocou em segundo plano.

Hércules Brito Ruas, nosso querido "Brito" merece ser sempre lembrado e claro, figurar na galeria do "Conheça o Craque". Obrigado, Brito, por mostrar tanto amor as camisas que vestiu, fato raro nos dias de hoje! Valeu!


Títulos:


Pelo Vasco da Gama:

  • Campeão Carioca de 1956 (juvenil)

  • Torneio Rio-São Paulo de 1966

Pela Seleção Brasileira:

  • Copa do Mundo de 1970

Prêmio:

  • Bola de Prata de 1970 (Placar)

23 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page