top of page

Patrocinadores

WhatsApp Image 2020-06-20 at 19.43.01.jp
  • Foto do escritorJota Jorge

7ª Arte - Um sonho de liberdade

Lançado em 1994 nos Estados Unidos e em 1995 no Brasil, "Shawshank Redemption" ou "Um Sonho de Liberdade" teve ótima repercussão. Trama excepcional, enredo compatível, trilha sonora de primeira linha, fotografia exuberante e um elenco fantástico são os ingredientes para que esse filme seja celebrado. Esse drama conta a história de Andy Dufresne (Tim Robbins), um jovem e bem sucedido banqueiro, que em 1946 tem a sua vida radicalmente modificada quando mandado para uma penitenciária para cumprir prisão perpétua por ter assassinado sua mulher e o amante dela. No presídio, faz amizade com Ellis Boyd Redding (Morgan Freeman), um prisioneiro que cumpre pena há 20 anos e controla o mercado negro do presídio.

Andy vive diversas situações na penitenciária passando desde um simples detento até se tornar o economista da prisão recebendo favores do diretor e dos guardas em troca. A coisa muda radicalmente no decorrer da trama e tem um final imprevisível. Simplesmente imperdível, tem em Morgan Freeman e Tim Robbins, os personagens centrais com atuações impecáveis. Aqui, uma cena comovente que mostra o talento de Morgan e os efeitos que uma prisão causa a um ex-detento. Não dá pra perder. Um filme espetacular! Curta!

Ficha Técnica


Ano de Lançamento no Brasil: 1995

Diretor: Frank Darabont

Orçamento: US$ 25 milhões

Bilheteria : US$ 60 milhões

Elenco Principal: Tim Robbins, Morgan Freeman, Bob Gunton, William Sadler, Clancy Brown, Gil Bellows, James Whitmore


Indicações


Oscar de: Melhor Ator, Melhor Filme, Melhor Trilha Sonora Original, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Fotografia, Melhor Mixagem de Som e Melhor Montagem

Globo de Ouro de : Melhor Ator e Melhor Roteiro

Prêmio do sindicato dos Atores de Melhor Ator

Directors Guild of America Awards de melhor Diretor

ASC Award de Melhor Fotografia

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

7ª Arte - “Não olhe pra trás”

Desta vez, 7° Arte traz mais uma interpretação fantástica deste que é um dos senão o maior expoente do cinema mundial. Trata-se de Al Pacino. Não me canso de exaltar o talento incomparável deste monst

Comments


bottom of page